Lembrar ou Lembrar-se de? Qual é a forma correta?

Tempo de leitura: 1 minuto

É muito comum termos a dúvida se devemos usar “Lembrar” ou “lembrar-se de” ao construir uma ideia. Mas a verdade é que as duas formas estão corretas, mas dependem do contexto em que estão inseridas. 

Uma maneira simples de perceber quando é necessário acrescentar o “de” é observar se o verbo vem acompanhado do pronome “se” ou “me”, pois nesses casos se torna necessário um complemento. Continue a leitura:

Onde usar Lembrar ou Lembrar-se de? 

Dependendo do contexto que o verbo Lembrar for aplicado, ele ganha um significado diferente. Veja os exemplo abaixo:

Sentido de “vir à memória”

Eu me lembrei de você. (Eu me lembrei de alguma coisa)

Ele não se lembrou de pegar o livro. (Ele não se lembrou de alguma coisa)

Vale dizer que o verbo “lembrar” usado dessa forma refere-se à ação de “vir à memória”. Essa mesma regra pode ser aplicada ao verbo “esquecer”. Por exemplo:

Eu me esqueci de você. (Eu me esqueci de alguém)

Ele se esqueceu de levar a mochila. (Ele se esqueceu de alguma coisa)

Observação importante:

Neste caso, o pronome oblíquo, “me”, “se” ou “te”, só se torna obrigatório quando a ação acontece entre duas pessoas. Veja o exemplo:

Eu te lembrei de pegar o livro.

Eu lembrei de pegar o livro.

Sentido de similaridade

Já lembrar no sentido de “similaridade” não precisa de complemento. Observe abaixo:

Ela lembra aquela atriz.

Essa imagem lembra aquele filme.

Portanto, lembrar-se de algo, lembrar algo ou lembrar de algo são corretos em contextos diferentes.

Gostou das dicas? Então, continue acompanhando o blog para saber mais e não cometer mais gafes ao redigir aquele e-mail importante para o seu chefe! 

Veja aqui mais dicas para evitar estresse no trabalho.

Cursos profissionalizantes para alavancar a sua carreira!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *